Cada Dia

02 de Agosto de 2014

O PERIGO DO OUTRO EVANGELHO


“Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho”
Gl 1.6


Os judaizantes estavam perturbando a igreja e pervertendo o evangelho. Ensinavam aos crentes gentios que se eles não se circuncidassem jamais poderiam ser salvos. Desprezavam a graça e acrescentavam à fé em Cristo, a obediência às leis de Moisés. Com isso, revelavam desconhecer tanto a lei quanto a graça. A lei nunca teve o propósito de salvar o homem, pois a lei exige perfeição e o homem é pecador. A lei condena o homem em vez de justificá-lo.

O papel da lei é convencer o homem de seu pecado e levá-lo a Cristo. Somos salvos pela graça, mediante a fé, independentemente das obras. Acrescentar outra exigência para a salvação é anular a graça. Paulo chamou essa tendência judaizante de outro evangelho. O outro evangelho é espúrio e falso. Leva o homem a vangloriar-se em vez de arrepender-se. Leva o homem a confiar em si mesmo em vez de confiar em Cristo. Leva o homem ao autoengano em vez de levá-lo à verdade.

Precisamos repudiar esse outro evangelho, que não passa de falso evangelho, e abraçar o verdadeiro evangelho. Nesse tempo em que muitos pregadores mudam a mensagem para atrair grandes multidões para seus redutos, precisamos guardar o evangelho, permanecer no evangelho e proclamar o evangelho, pois só nele encontramos esperança e vida eterna.

Referência para leitura: Gálatas 1.1-24