Cada Dia

24 de Outubro de 2014

PORTA ESTREITA E CAMINHO APERTADO


“Porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela”
Mt 7.14


Há caminhos e descaminhos. Há caminhos certos que conduzem à vida e caminhos errados que levam à morte. Há caminhos cheios de atrativos, mas sinuosos e escorregadios, e caminhos difíceis, mas seguros e certos. Jesus falou de dois caminhos: um largo, espaçoso, cheio de atrativos, seguido por numerosa multidão. O outro, apertado, estreito, seguido por poucas pessoas. O caminho largo nada exige. Todos podem andar por ele sem qualquer constrangimento ou exigência.

Cada um segue do jeito que quer. Não há proibições nem restrições. Tudo é permitido; nada é proibido. Esse caminho oferece diversões e prazeres. Ao longo desse caminho as pessoas celebram seus prazeres e curtem a vida sem negarem a si mesmos nenhum prazer.

Esse caminho tão disputado, porém, conduz à perdição e desemboca no inferno. O caminho estreito passa pela renúncia e exige arrependimento. Ninguém entra por ele sem primeiro passar pela porta do arrependimento e do novo nascimento. Ao longo desse caminho estreito há várias placas, como: “Sem santificação ninguém verá o Senhor”; “Só os puros de coração verão a Deus”. Ao longo desse caminho há muitas vozes tentando desviar seus transeuntes. Mas, aqueles que perseverarem até o fim serão salvos e entrarão no paraíso, na bem-aventurança eterna.

Referência para leitura: Mateus 7.1-29